Você sabe o que faz um analista de remuneração e benefícios?

Você sabe o que faz um analista de remuneração e benefícios?

Você sabe o que faz um analista de remuneração e benefícios?

Você sabe o que faz um analista de remuneração e benefícios? Ter um analista de remuneração e benefícios dentro da empresa se tornou essencial para a saúde delas, pois são eles que analisam os indicadores, a performance e o quanto e o porquê determinado valor está sendo pago a algum colaborador. Com isso,  ajudam a entender se existe algum gasto desnecessário, por exemplo, pagar uma bonificação para um profissional que não está engajado em entregar bons resultados.

Eles são indispensáveis na hora das análises e retenção de profissionais. Como cada vez mais as  empresas estão entendendo a importância para a saúde, desenvolvimento e retenção de bons profissionais esta função ficou muito mais procurada.  

Se você pretende ter um profissional desta área dentro da empresa, confira este post. Nesse post você vai descobrir quais são as atribuições e responsabilidades que um analista de remuneração e benefícios tem.

Quais são as qualificações profissionais necessárias para ser um analista de remuneração e benefícios?

Um dos principais pré-requisitos das empresas para a função de Analista de Benefícios é que o profissional tenha curso superior nas áreas de Recursos Humanos e Administração. 

Além disso, é imprescindível que se tenha  conhecimentos e habilidades relacionados à área de gestão de pessoas ou departamento pessoal. Um dos pontos mais importantes é que para exercer a função de forma eficiente o analista deve estar apto a analisar, gerenciar e até mesmo criar e implantar políticas de remuneração e benefícios para a empresa. 

Quais habilidades deve ter um profissional de remuneração e benefícios?

Por mais que não exista uma regra estabelecida para todas as empresas, e esta exigência vai muito de acordo com o que a empresa precisa, as habilidades mais observadas para um analista de remuneração e benefícios são: 

  • Visão estratégica; 
  • Criatividade para promover mudanças e facilidade de se adaptar a elas; 
  • Potencial para desenvolver o capital humano das organizações; 
  • Capacidade de analisar e interpretar dados; 
  • Saber integrar  e articular com todos os setores da empresa.

O que faz um analista de remuneração e benefícios? 

Como falamos anteriormente, ter um analista de remuneração e benefícios dentro da empresa é muito relevante para o crescimento financeiro e dos profissionais. Este profissional é responsável, não somente, por efetuar o pagamento dos salários e benefícios como vale-alimentação, vale-transporte, vale-combustível, vale-refeição entre outros.

Entre essas ações está também a responsabilidade de:

  • Controlar pedido e solicitações de benefícios e pagamentos; 
  • Lançar, analisar e enviar dados de  desempenho e performance;
  • Elaborar e implementar programas e sistemas de remuneração;
  • Elaborar e implementar programas de benefícios e reconhecimento;
  • Analisar cargos e salários;

Esses profissionais são essenciais, quando são aptos para atuar na gestão de benefícios da empresa. Seu principal objetivo e função é proporcionar a satisfação e retenção dos colaboradores e consequentemente impulsionar a produtividade e resultados das equipes. 

Share on linkedin
Share on google
Share on facebook
Share on twitter

Outros artigos que podem te interessar

5 dicas de como implementar a remuneração variável de forma fácil

5 dicas de como implementar a remuneração variável de forma fácil

A remuneração variável vem ganhando cada vez mais força nas organizações, pois se tornou uma das principais formas de reconhecer os esforços e resultados das equipes que mais contribuem para o crescimento e resultados da empresa. Ao longo deste artigo vamos falar sobre 5 dicas de como implementar a remuneração variável de forma fácil. Confira!

Como ter uma equipe de vendas bem-sucedida?

Como ter uma equipe de vendas bem-sucedida?

Todos nós já sabemos que são incontáveis os desafios para gerenciar uma equipe de vendas, principalmente quando é considerada a importância dessa área dentro do sucesso da empresa. É necessário monitorar os resultados e acompanhar a performance do time, além de ter que alinhar os objetivos e metas da empresa com o do time. E

Gestão de processos: 03 modelos que vão te ajudar a aumentar os resultados.

Gestão de processos: 03 modelos que vão te ajudar a aumentar os resultados.

As empresas e seus processos sempre estão em constante mudança e evolução, graças à transformação digital, mudança no comportamento do consumidor entre outros fatores que influenciam as empresas a repensarem seu tipo de gestão de processos e buscar o modelo mais adequado. Gestão de processos modelos para te ajudar a aumentar os resultados. Atualmente e de

Gostou? Inscreva-se para receber mais conteúdos como esses gratuitamente

    pt_BR